ABC da Pintura

 
O que é Tinta ?


Veja nesta área o que é tinta e descubra quais são seus componentes.

A Tinta é uma composição química formada pela dispersão de pigmentos numa solução ou emulsão de um ou mais polímeros, que, ao ser aplicada na forma de uma película fina sobre uma superfície, se transforma num revestimento a ela aderente com a finalidade de colorir, proteger e embelezar. Quando a composição não contém pigmentos, é denominada verniz.

A função de uma tinta ou verniz é revestir as mais variadas superfícies, proteger e embelezar imóveis e produtos industriais, além de sinalizar estradas, ruas e aeroportos.

De acordo com a superfície na qual vai ser aplicada, a pintura tem finalidades diferentes:

  • Alvenaria: a pintura evita o esfarelamento do material, a absorção da água da chuva e da sujeira, o desenvolvimento de mofo entre outros.
  • Madeira: além do embelezamento, a tinta na madeira contribui para impedir a absorção de água e umidade pelo material, o que leva a maior durabilidade do mesmo.
  • Metal ferroso – aço-carbono: atualmente a pintura é a solução mais utilizada para o combate à corrosão nestes materiais.
  • Metal não ferroso: assim como em todos os outros, a pintura é utilizada para colorir e decorar esses materiais.

Tinta – componentes básicos:

As tintas são compostas basicamente por: resinas, pigmentos, diluentes e aditivos.

Resinas: são responsáveis pela formação da película protetora na qual se converte a tinta depois de seca. Tintas industriais utilizam uma variedade bastante grande de resinas e sua escolha é feita em função do tipo de substrato, da forma de aplicação, do método de cura ou secagem, etc.

Pigmentos: são partículas sólidas e insolúveis. Podem ser divididos em dois grupos: ativos e inertes. Os pigmentos ativos conferem cor e poder de cobertura à tinta, enquanto que os outros (também chamados de cargas) se encarregam de proporcionar lixabilidade, dureza, consistência e outras características.

Diluentes: também chamados de solventes, são líquidos voláteis que possibilitam que a tinta apresente sempre a mesma viscosidade e forma líquida.

Aditivos: são compostos que geralmente estão em pequena quantidade na tinta e conferem a ela características especiais, são exemplos: secantes, fungicidas, bactericidas, aromas...

Características fundamentais das tintas:

A qualidade de uma tinta é dada pela análise de oito itens:

Estabilidade: diz da propriedade que o produto deve ter em manter-se inalterado durante o seu prazo de validade.

Cobertura: é a capacidade do produto em ocultar a cor da superfície em que for aplicado. Alertamos que a diluição interfere diretamente na cobertura, razão pela qual deve ser feita exatamente como indicada (o item cobertura não se aplica aos vernizes).

Rendimento: definido pela área que se consegue pintar com um determinado volume de tinta.

Aplicabilidade: corresponde à facilidade de aplicação. Em uma aplicação convencional, não podem ocorrer respingamento e/ou escorrimento da tinta.

Nivelamento: propriedade de formar uma película uniforme, sem deixar marcas de aplicação.

Secagem: processo pelo qual uma tinta líquida se converte em película sólida.

Lavabilidade: é a qualidade que a tinta deve ter em resistir à limpeza com produtos de uso doméstico sem afetar a integridade da película.

Durabilidade: significa a resistência que a tinta deve ter sob a ação das intempéries (sol, chuva, maresia, etc).

É importante ressaltar que tais características variam de acordo com o produto. Linhas diferentes de tinta têm variadas finalidades e se acordam com o local de aplicação.

Qualidade da pintura

A qualidade da pintura de qualquer superfície depende basicamente de três fatores: a tinta em si, a preparação da superfície a aplicação. Esses fatores são igualmente importantes para se conseguir o resultado ideal, a falta de qualidade em algum deles pode prejudicar de forma bastante grande o resultado final.

Tinta: a tinta tem que ser fabricada com a melhor tecnologia e o máximo de qualidade, tem que resistir ao ambiente e cumprir com a finalidade para a qual foi formulada.

Preparo da superfície: deve ser bem feito. Inclui limpeza completa com remoção de materiais estranhos ou contaminantes da superfície e deve proporcionar condições adequadas para a pintura.

Aplicação das tintas: deve ser com equipamentos adequados e por pessoa treinada, utilizando as melhores técnicas para cada local.

Fonte: Tintas Imobiliárias de Qualidade – ABRAFATI, 2008

 
 
 
Processo de Fabricação


  

Conheça o processo de fabricação das tintas.

 

1º Passo: Pesagem dos itens que compõem uma fórmula;

 

2º Passo: Dispersão e Moagem do concentrado de pigmentos e cargas;

 

3º Passo: Completagem com demais materiais já pesados;

 

4º Passo: Ajustes de cor e técnicos;

 

5º Passo: Aprovação Laboratorial;

 

6º Passo: Envase.

 
 
 
Preparando a Superfície


Preparação da superfície

Examine cuidadosamente a superfície a ser pintada. Mesmo que seja difícil notar no dia-a-dia, as superfícies interiores acumulam sujeira, impressões digitais e uma variedade de manchas e de contaminações que prejudicam sua aparência. Um revestimento de tinta não consegue ocultar essas marcas na superfície, portanto antes de tudo, você deve eliminá-las, para que não comprometam a qualidade, a aparência e a durabilidade de sua pintura.
A preparação adequada da superfície normalmente leva muito mais tempo do que a própria pintura. Não se esqueça de planejar esse passo importante, tanto em termos de orçamento como de tempo a ser gasto.
ATENÇÃO: Não deixe de tomar todas as precauções necessárias quando for preparar as superfícies, principalmente, em relação àquelas que contenham materiais perigosos como chumbo ou amianto. Veja recomendações abaixo:


Remova marcas de mofo

Mofo ou bolor são causados pela ação de fungos. Caracterizam-se por manchas ou pontos negros, cinzentos ou marrons, que, se não removidos, continuarão a crescer sob o novo revestimento, comprometendo a qualidade da pintura. O mofo prolifera em ambientes quentes, úmidos e com pouca luminosidade, como despensas e banheiros, que, por isso, devem ser cuidadosamente examinados.
Elimine o foco de contaminação com uma mistura de água e alvejante na proporção de 3:1. Deixe que essa solução atue na superfície por pelo menos 20 minutos, reaplicando-a quando secar. Enxágüe a área vigorosamente com água, depois lave com um detergente suave e enxágüe novamente. 
Para sua segurança
• Aplique a mistura com uma esponja sobre as manchas a uma distância de meio metro; 
• Sempre que empregar alvejante, use luvas de borracha e roupas velhas;
• Nunca misture alvejante com produtos que contenham amônia: essa combinação libera vapores tóxicos;


Limpe a área

Antes de aplicar o fundo, você deve remover qualquer sujeira, pó ou traços de mofo (ou bolor). Uma superfície limpa vai aumentar a adesão da tinta e reduzir o afloramento de manchas. Em superfícies lisas, como paredes e portas, um detergente suave e água quente aplicados com uma esponja são suficientes para a limpeza. Superfícies mais ásperas como alvenaria ou telhas podem ser limpas com uma escova de cerdas duras. Produtos de limpeza mais fortes só devem ser usados em áreas acentuadamente impregnadas de sujeira e gordura. Sempre enxágüe vigorosamente a área para eliminar qualquer resíduo de detergente e deixe a superfície secar completamente.


Prepare as superfícies brilhantes

Para que um novo revestimento possa aderir perfeitamente a superfícies muito brilhantes, estas devem ser lixadas. Use uma lixa fina para isso. Depois de lixar, remova todo o pó com um pano úmido. O uso de removedores de brilho requer cuidados especiais. 
• Não deixe o produto na superfície por muito tempo, porque este pode amolecer e enrugar o revestimento antigo. 
• Verifique se há suficiente ventilação no ambiente, abra as janelas e use ventiladores para evitar que os vapores se acumulem no local. 
• Siga todas as instruções do fabricante e trate esses produtos como se fossem solventes fortes. 
• Utilize luvas, máscara de proteção e roupas adequadas.

Outras Superfícies
Placas de gesso novas Gesso Fresco Azulejos MDF


Placa de gessos nova

Antes de pintar materiais como placas de gesso, verifique se todas as junções e remendos foram bem lixados e o pó removido com uma toalha úmida. Depois, aplique um fundo preparador. Preste atenção às instruções do fabricante e às taxas de cobertura. Se surgirem manchas, ao aplicar o selador em divisórias, utilize um selador bloqueador de manchas.


Gesso Fresco

O gesso recém-aplicado deve estar completamente seco antes de receber qualquer tipo de revestimento. Remendos simples necessitam de um a dois dias. Áreas maiores como paredes ou tetos, uma semana ou mais, dependendo das condições meteorológicas e da umidade da construção. Camadas de gesso espesso aplicadas em condições de extrema umidade podem levar até um mês. Depois que o gesso secar, retire todas as asperezas, com uma lixa media e, em seguida, com uma lixa fina. Limpe a superfície com um pano seco e aplique um fundo preparador à base de água. 
Importante! Ao lixar, não esqueça de usar máscara e protetor para os olhos.


Azulejos

Trate qualquer suspeita de contaminação por mofo como o recomendado no item Remova marcas de mofo. Verifique se os rejuntes estão preservados e faça os consertos se necessários. Lave toda a superfície a ser pintada, com um detergente e uma esponja metálica não abrasiva. Enxágüe e seque muito bem. Assegure máxima adesão da tinta lixando a superfície dos azulejos com uma lixa fina de óxido de alumínio. Limpe depois, com um pano úmido. Utilize um fundo ligante à base de água de alta adesão para interiores. O uso esse produto, no entanto, requer muita ventilação. Deixe que seque completamente antes de aplicar a camada de acabamento.



MDF

A superfície deve ser tratada como qualquer outra de madeira ou compensado ao ser pintado.



Prepare superfície previamente pintadas

Verifique se a superfície apresenta rachaduras, descascamento, lascas ou tinta solta. Dependendo da gravidade dos danos, você pode optar por aplicar um ou mais métodos aqui descritos para preparar a superfície para um novo revestimento.

Raspagem

Uso de escova de ferro
Uso de lixas 
Uso de removedores químicos


Raspagem

Este é um método tradicional para remover tinta antiga de diversas superfícies planas como gesso ou paredes lisas, compensados e madeiras ou metais ferrosos. Use raspadores triangulares ou ovais para atingir de forma satisfatória os ângulos e cantos arredondados. Tome cuidado para não danificar a superfície e não faça pressão demais. Lixe cuidadosamente todos os cantos para remover os restos de pintura, usando uma lixa média e depois fina.



Uso de Escovas de Ferro

Use uma escova de ferro rígida, com cuidado, para não danificar a superfície. Depois de remover toda tinta, lixe a superfície, com uma lixa média e depois com uma lixa fina.



Uso de lixas

Se a superfície está apenas descascando um pouco, é suficiente um lixamento em três etapas, utilizando primeiro uma lixa grossa, depois uma média e por fim uma fina.



Uso de removedores químicos 


Escolha um removedor de tinta adequado ao revestimento e ao substrato que está sendo preparado. Aplique uma generosa porção de removedor. Use para isso uma escova velha ou barata, porque, muito provavelmente, o removedor irá danificá-la. Dê ao produto tempo suficiente para agir, seguindo as instruções do fabricante: normalmente de 15 a 20 minutos ou mais, dependendo da espessura da pintura antiga. Remova cuidadosamente a tinta amolecida, usando uma faca sem ponta ou uma espátula de madeira. Reaplique mais removedor, se necessário, e depois limpe a superfície com toalha de papel absorvente amassada ou jornal velho. Lixe bem a superfície com uma lixa fina e escove antes de aplicar fundo, tinta ou verniz. 
Importante!
Antes de usar removedores químicos:
• Retire crianças e animais da casa
• Cubra pisos e degraus e remova plantas, tapetes e móveis das proximidades
• Siga as instruções do fabricante para descartar a sujeira e materiais resultantes do trabalho
• Proteja-se utilizando: máscara e óculos para o rosto, luvas resistentes a produtos químicos para as mãos, camiseta de mangas compridas e calças compridas para a pele



Prepare as superfícies manchadas e descoloridas

Manchas de umidade Cigarro, queimados, fuligem e gorduras



Manchas de umidade

O primeiro passo para acabar com manchas de umidade é verificar se a causa foi eliminada. Feito isso, limpe a mancha o máximo que puder e enxágüe. Deixe a superfície secar e aplique um fundo preparador à base de solvente ou de água. Se ainda houver sinais da mancha, aplique uma segunda camada. Fundos ou seladores à base de solventes são mais eficientes contra manchas, mas exigem o uso de máscaras adequadas e muita ventilação. Quando o fundo estiver completamente seco, aplique a camada de acabamento.



Cigarros,queimados,fuligem e gorduras

Limpe o máximo possível a área manchada com detergente e enxágüe bem. Deixe que a superfície seque e aplique um fundo ou selador bloqueador de manchas à base de solvente ou de água. Fundos ou seladores à base de solvente são mais eficientes para resolver problemas de manchas resistentes, mas exigem o uso de máscaras adequadas e ventilação abundante. Quando o fundo estiver completamente seco, aplique a camada de acabamento. No caso de danos causados pelo fogo, fundos ou seladores à base de solventes oferecem a melhor combinação de ocultamento da mancha e menor cheiro.

 
 
this ok Sentence
2019 | Todos os direitos reservados. 4aw